You are currently browsing the tag archive for the ‘aquarelável’ tag.

Esse ano resolvi fazer um cartão pra vocês. Lápis de cor aquarelável, nankin, hidrográfica e uniball. Boas festas!

(clique para ampliar)

E o andamento dessa ilustração:

Compilação de fotografias do sketchbook de bolso.

O tempo sem colocar coisas novas por aqui é justificado pelos trabalhos que estão surgindo e sendo finalizados (amém!). De uma forma ou de outra, tô sempre com o sketchbook, e os exercícios geram conteúdo pro blog. Aqui, meu filhote, com lettering na primeira página (que de tão curta não escondeu a segunda, que contém essa arte daqui) e mais dois experimentos com aquarela e lápis de cor aquarelável. Na favela, a aguada tinha ficado muito clarinha, então resolvi reforçar as cores mesmo depois de ter finalizado com o nankim. Na imagem das máscaras, ou aliens, caneta Tombow no traço.

(clique para ampliar)

Ah, um update agora que vi minha câmera e lembrei dessas fotos, do processo de pintura dessa última arte:

(clique para ampliar)

Acabaram as férias dos pokémons. Dessa vez corri pro lápis não por opção, mas sim porque rabisquei em Caruaru e o notebook ficou em Recife, ó (além de ter faltado luz no meio de tudo). Aquarelável.

Outros Metapods: Eduardo Henrique (Crômico)

Páginas amarelas do sketchbook, pra poder jogar um pouquinho de água e aquarelar o lápis.

Resolvi mudar um pouco e tirar a poeira dos lápis. Rabisquei o pokémon da vez no sketchbook com esferográfica, escolhi os modelos e exemplifiquei com grafite, pra finalizar no lápis de cor. Background aquarelado, partes unidas no Photoshop.

(clique para ampliar)

Outros Glooms: Caio Martins | Daniel Xavier | Eduardo Henrique

(Voltando de férias)

Bom, depois de três semanas viajando, estou de volta. Neste último mês de julho parti para Curitiba como participante do NDesign Imersão, conheci a sede da Editora Positivo e o editor de arte Daniel Cabral, grande ilustrador, com o qual venho trabalhando desde o início deste ano. De lá, aproveitei a grande descida e resolvi ir mais longe ainda, até a Universidade Palermo, em Buenos Aires, onde aconteceu o V Encuentro Latinoamericano de Diseño. Além dos pesos excessivos nas malas, trago também ótimas experiências diante das palestras do Rafael Grampá (e um Mesmo Delivery autografado!), Dijon de Morais (autor de Limites do Design), apresentação do Projeto Dasein do Marcos Beccari, um catálogo da SIB, o livro Fundamentos da Ilustração, Logo Design 2 e por aí vai…

E bem, assim que coloquei os “pés” em cima da cadeira, saí por aí pelos blogs dos meus favoritos (à esquerda) e cheguei no Dueling Banjo Pigs, do Guy Francis e do Stacy Curtis, e resolvi participar também da brincadeira. Enfim, taí o meu primeiro Banjo Pig, entitulado Picking n Grinning por eles, postado aqui.

Durante esse tempo corrido, sem conseguir atualizar o blog, tive o prazer de ter uma arte estampada no sessão do site da Zupi, a Zupi.Capas (link direto aqui) e ter sido incluso em um post cheio de grandes nomes no blog da Myrella, o OhPERA Blog, num post entitulado Ilustrando Inspiração. Ah, logo eu volto com mais coisas, que o sketchbook viajou comigo e também veio com história pra contar! A correria não pára – e nem a produção.

Hidrográfica e lápis de cor aquarelável no sketchbook.

Finalmente com algo direto do sketchbook, taí um estudo com lápis de cor aquarelável, nankin e hidrográfica. Em meio a pesquisas pra terminar uma tela parada há meses, resolvi finalizar esse cangaceiro na folha mesmo. Não gostei do que o scanner fez com ele, portanto tá aqui uma foto precária de celular :/ Espero que gostem, que a foto dê pro gasto, e que eu termine o quadro um dia!

Atenção!

As imagens encontradas neste blog são de propriedade do autor, podendo ser reutilizadas somente com a autorização do mesmo.