You are currently browsing the tag archive for the ‘polvo’ tag.

Bom, desde que comecei o blog, muita coisa mudou. Com as coisas andando bem, a gente consegue um a mais pra investir em materiais de qualidade. Claro, muitas vezes nós no viramos com o que temos e as coisas vão bem, mas quando se experimenta uma tinta, caneta, pincel, papel decente, difícil se acostumar de volta ao mais barato (porque, óbvio e infelizmente, quanto mais caro, melhor). Tive a sorte de sempre ter muitos amigos e, uma parte deles, consegue trazer coisas pra mim do exterior, onde tudo custa bem mais barato. Logo que meu home office tiver prontinho vou dedicar um post só a ele, pra que cês conheçam tudo que eu reuni nos últimos 2 anos, daí detalho daonde cada um veio e quanto custou. Falta pouco, tô quase terminando!

Mas bem, essas imagens daqui são dedicadas à minha nova aquisição; Prancheta Trident 100×80. Nos últimos 3 anos e meio meus materiais ficavam entre Caruaru e Recife, cidades onde eu passava os dias úteis e os fins de semana, respectivamente. Com minha mudança pra Recife, em janeiro deste ano, finalmente consegui reunir todos meus materiais, livros e revistas. Com tudo ao meu alcance, as coisas ficam bem mais fáceis, agora posso desenhar sem faltar nada :D. No caso da mesa, a comprei usada dum grande amigo dos tempos do colégio, o Bruno Hunka, que tá se formando em arquitetura e não usa mais uma prancheta tão grande. Agradeço muuuito o preço camarada, e além de ter pago em dia, fiz esse desenho pra ele enquanto távamos aqui em casa de bobeira, conversando sobre a vida. Usei liquid paper, caneta UniBall e os marcadores a base de álcool Prismacolor que o Feu trouxe pra mim dos EUA já a um tempo. Por sinal, só pra uma prévia do meu post sobre os materiais: esse marcadores custam em média R$25,00 a unidade e esse garoto me vendeu a R$90,00 a caixa básica com 12! Já deixo meu agradecimento prévio aqui a ele, novamente, por ter acabado de desembarcar de Portugal com 2 moleskines pra mim. Lógico, bem mais barato que aqui no Brasil também. Pois é, tive sorte. Muito obrigado ao Bruno, ao Feu, e a todos que sempre me apoiaram, seja com elogios, incentivos, materiais e oportunidades. Obrigado também a cada visitante desse blog!

Pronto, isso virou um desabafo. E bem, o ano começou ótimo, tanto que ando sumido graças aos trabalhos por aí. Vou ali perder uma prévia de carnaval por causa de mais um, dá licença. Logo tô de volta!

(Aqui uma experimentação depois da ilustração ter passado pelo scanner. E coloco a foto da prancheta completa quando tiver com tudo prontinho!)

Atenção!

As imagens encontradas neste blog são de propriedade do autor, podendo ser reutilizadas somente com a autorização do mesmo.